Mapa participa de lançamento da agenda do Ano das Frutas, Legumes e Verduras

O evento tem como objetivo mobilizar os gestores públicos e profissionais envolvidos com a temática, de forma a reconhecer os desafios e oportunidades locais para a ampliação do acesso e consumo desses alimentos. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo diário ideal de frutas, legumes e verduras por pessoa é de 400g.

audio/mpeg 02-07-21 - MOMENTO AGRO - Agenda Frutas, Legumes e Verduras.mp3 — 3230 KB

Duração: 3min26seg




Transcrição

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), o Ministério da Saúde, e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizaram na quinta-feira (1º) o evento online de lançamento da agenda de trabalho do Ano Internacional das Frutas, Legumes e Verduras no Brasil. 

O evento tem como objetivo mobilizar os gestores públicos e profissionais envolvidos com a temática, de forma a reconhecer os desafios e oportunidades locais para a ampliação do acesso e consumo desses alimentos. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo diário ideal de frutas, legumes e verduras por pessoa é de 400g.  

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, disse na abertura do evento que essas parcerias são importantes para fomentar a produção sustentável e o consumo desses produtos no Brasil.

O secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Mapa, César Halum, disse que a pasta tem como objetivo incrementar a produção sustentável desses alimentos, especialmente através da agricultura familiar.

As ações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para contribuir com o incentivo da produção e do consumo de frutas, verduras e legumes foram apresentadas pelo diretor de Política Agrícola e Informações, Sergio De Zen. 

O representante da FAO no Brasil, Rafael Zavala, citou uma pesquisa da Unicef que mostra que 41% das famílias do Brasil reduziram o consumo de frutas, verduras e outros alimentos não industrializados desde o início da pandemia de Covid-19.

Durante o evento, foi lançado o edital do Laboratório de Inovações - Incentivo à produção, ao abastecimento e ao consumo de frutas, legumes e verduras.