Mapa terá complexo de treinamento para cães farejadores

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento apresentou em Brasília um novo espaço destinado para treinamento de cães farejadores da vigilância agropecuária. No local, de mais de 17 mil metros quadrados, será construído um complexo para a atuação do Centro Nacional dos Cães de Detecção (CeNCD).

audio/mpeg 06-10-21 - MOMENTO AGRO - Centro de Treinamento de Cães.mp3 — 3301 KB

Duração: 2min51seg




Transcrição

 

O objetivo é aumentar a disponibilidade de espaço físico para o alojamento e treinamento de um número maior de cães farejadores que atuam na fiscalização agropecuária brasileira em portos, aeroportos e postos de fronteira.

Com atuais cinco integrantes: o labrador Leo, a golden retriever Meg, os pastores-belga malinois Frida e Vamp, a equipe K9 receberá, em breve, outros oito cães para reforçar a fiscalização.

O chefe do CeNCD e auditor fiscal federal agropecuário, Romero Teixeira, destacou a importância do trabalho dos cães farejadores na vigilância agropecuária.

Com capacidade para treinar num mesmo ciclo 11 cães, o centro de treinamento reunirá oito prédios com estrutura para o ensino e treinamento dos animais, além de canis, laboratório de faro, depósito e área administrativa. As áreas livres também fazem parte do complexo e serão utilizadas para o manejo de baixo estresse e o enriquecimento ambiental.

As ações para implementação da primeira etapa, que consiste no canil de observação com oito baias, já começaram e a previsão de licitação da obra deve ocorrer ainda este ano. A entrega de todas as etapas do complexo e a inauguração estão previstas para 2023.