10/08 Agropecuária registra saldo positivo de 36,8 mil postos de trabalho em junho

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério da Economia, o setor agropecuário, que envolve agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, registrou saldo positivo de 36,8 mil vagas, enquanto que os demais setores da economia tiveram resultados negativos para o emprego, como o de Serviços, Comércio e Indústria em geral. A Construção também teve desempenho favorável, com 17,2 mil novos postos. O coordenador geral de Avaliação de Políticas e Informação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Garcia Gasques, explicou que a chegada da época da colheita em grande parte das culturas agrícolas da safra de verão e o plantio de lavouras de inverno, provocou um aquecimento nas contratações de mão de obra no campo. No acumulado de janeiro até junho no setor agropecuário, as admissões foram de mais de 437 mil, os desligamentos de mais de 375 mil, e o saldo foi de mais de 62.633 postos de trabalho. José Gasques analisa que o tamanho do território brasileiro e a diversidade de produtos ajudam para que haja colheitas durante todo ano, o que contribuiu para o aumento do emprego da agricultura nesse período. De acordo com o estudo do Caged, o mês de junho encerrou com saldo negativo de mais de 10 mil vagas com carteira assinada em todos os setores. O número representa desaceleração no ritmo de perda de vagas em relação aos meses anteriores, também afetados pela pandemia do coronavirus.

audio/mpeg 10-08-2020 MOMENTO AGRO Empregos na Agricultura 03M36s FINALIZADO.mp3 — 3376 KB

Duração: 3'36"