10/12 Brasil deve colher 265,9 milhões de toneladas de grãos na safra 2020/2021

Destaque para a soja e milho que correspondem a 89% da produção de grãos. Para a soja, o crescimento pode chegar a 134,5 milhões de toneladas, colocando o país como o maior produtor mundial da oleaginosa.

audio/mpeg 10-12-20 - MOMENTO AGRO - 3º LEVANTAMENTO DE GRÃOS - 3m53s.mp3 — 5230 KB

Duração: 3m53s




Transcrição

De acordo com o 3º Levantamento da safra de grãos 2020/21, divulgado nesta quinta-feira (10), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Brasil deverá colher 265,9 milhões de toneladas de grãos.

O valor é 3,1 milhões de toneladas menor em relação a novembro, decorrente da falta de chuvas na Região Sul, mas a perspectiva continua sendo de novo recorde.

Destaque para a soja e milho que correspondem a 89% da produção de grãos. Para a soja, o crescimento pode chegar a 134,5 milhões de toneladas, colocando o país como o maior produtor mundial da oleaginosa.

Para a safra total de milho primeira, segunda e terceira safras, a produção estimada totaliza 102,6 milhões de toneladas.

O presidente da Conab, Samuel Melo Júnior, explicou que a baixa no resultado foi em razão da seca que atingiu parte da região Sul do país, mas que não abalou a produção de a soja e arroz. Ele ressaltou que houve alta na produção no comparativo com a safra 2019/20.

Segundo a Conab, mesmo com o aumento de preços no mercado externo, demanda do setor de proteína animal e a redução esperada dos estoques de passagem, não há risco de desabastecimento de milho no país. Além disso, já se observa aumento da oferta com necessidade de abertura de espaço para armazenagem da safra que será colhida no início de 2021.

O diretor de Comercialização e Abastecimento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Silvio Farnese, destacou o resultado como positivo e que vai atender o consumo interno do país e as exportações.

A produção total de feijão no país, somando-se as três safras, continua estimada em 3,1 milhões de toneladas.

Quanto ao arroz, a produção está estimada em 10,9 milhões de toneladas.

Para o algodão, a Conab estima redução de 8,1% na área a ser cultivada e a produção de pluma é prevista em 2,7 milhões de toneladas.

Para saber mais sobre o 3º Levantamento da safra de grãos 2020/2021, acesse o site da Conab: www.conab.gov.br