13/03 Conselho aprova distribuição de recursos do Funcafé

O Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) aprovou nesta sexta-feira (13) a proposta de distribuição dos recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para o ano safra 2020/2021. Dos R$ 5,7 bilhões do orçamento do fundo, R$ 1,6 bilhão será destinado para custeio, R$ 2,3 bilhões para a comercialização, R$ 1,15 bilhão para a aquisição de café. Outros R$ 650 milhões irão para capital de giro e R$ 10 milhões para a recuperação de cafezais. Na abertura do encontro, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina disse que é preciso pensar em instrumentos para ampliar o orçamento do Funcafé e financiar mais produtores, chamando gente de mercado para pensar em alternativas. A ministra também destacou a necessidade de ampliar o segmento do café gourmet, com recursos para equalizar financiamentos, baixar juros, viabilizando alternativas de produção aos cafeicultores de menor porte, sabendo onde estão os gargalos para ajudá-los a agregar valor à produção. Sobre o preço mínimo do café, a ministra ressaltou que é preciso trabalhar para aperfeiçoá-lo, com o objetivo de passar mais confiança à cafeicultura. O Conselho também debateu a manutenção da Organização Internacional do Café (OIC), para cumprir seu papel de apoiar a cafeicultura mundial. A ministra reconheceu que o Brasil como maior produtor mundial de café deve ter atuação mais ativa na organização. Ela disse que apoia a presença do país na OIC e defende a apresentação de um plano de reestruturação, na reunião da entidade, em setembro, em Londres.

audio/mpeg 13-03-2020 MOMENTO SGRO Funcafé 02M59s FINALIZADO.mp3 — 2800 KB

Duração: 02'59"