Ministério da Agricultura discute ampliação das exportações de pescados com o setor privado

Ampliar as vendas para o mercado externo e expandir o consumo de pescados brasileiro foram os principais temas da reunião na quarta-feira (15) entre representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com mais de 70 representantes do setor da aquicultura e pesca, incluindo indústria e produtores, entidades e empresas do setor privado de várias regiões do país. O foco, em relação ao comércio internacional, se concentrou nos mercados da China e União Europeia. No caso do parceiro asiático foram discutidos entraves que dificultam a intensificação do comércio do produto. Atualmente, há 174 estabelecimentos de pescado chinês habilitados a exportar para o Brasil. Por outro lado, são 97 empresas brasileiras habilitadas para vender seus produtos para a China. De acordo com levantamento da Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP), há entraves como demora na atualização cadastral e de inclusão de empresas, bem como ampliação na lista de novas espécies por parte dos chineses. o secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior, afirmou que o governo brasileiro, por intermédio do Mapa, tem agido com rapidez na criação de políticas que possam agilizar o processo. Já em relação à União Europeia, empresas armadoras (barcos) podem solicitar a habilitação à SAP para comercializar com aquele mercado, desde que estejam adequadas as instruções normativas já definidas para exportação de pescado.

audio/mpeg 17-01-2020 MOMENTO AGRO Exportção de pescados 02M29s FINALIZADO.mp3 — 2321 KB

Duração: 02'29"