24-04-20 - Brasil defende revisão de barreiras comerciais e critica subsídios durante pandemia

Em videoconferência com ministros e secretários da Agricultura dos países do G20 e com ministros das Américas para discutir o impacto do Coronavírus sobre o setor, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, alertou para a necessidade de rever neste momento barreiras comerciais injustificáveis e subsídios que premiam a ineficiência e podem afetar o abastecimento de alguns países. A posição do Brasil foi convergente com a de outros países como Estados Unidos, China, Alemanha e Emirados Árabes. Organizado pela presidência temporária do G20, a videoconferência teve como objetivo aprimorar a cooperação global e garantir o fluxo de produtos agrícolas para proteger a segurança e nutrição alimentar global durante a pandemia. Para a ministra, felizmente, a curto prazo, há comida suficiente para todos. Mas é preciso trabalhar os desafios de abastecimento mundial impostos pelo Covid-19. Ela disse na videoconferência do G20, que as barreiras comerciais não devem ser levantadas apenas quando ocorrer uma calamidade, sempre que for conveniente para combater o medo da escassez de alimentos. Aos ministros da América, Tereza Cristina citou ações de apoio para manutenção da cadeia agropecuária brasileira com o objetivo de garantir o abastecimento interno e externo (para quase 200 parceiros comerciais) e estabelecimento de protocolos de segurança sanitária nas agroindústrias. Outras medidas, ressaltadas pela ministra, visam acesso dos produtores ao crédito e antecipação de benefícios e garantias, como forma de assegurar renda para pequenos, médios e agricultores familiares. Ela informou ainda que os órgãos federais trabalham em conjunto no enfrentamento da pandemia para integrar as políticas públicas. Tereza Cristina finalizou destacando que as ações de cada país e a mobilização regional devem ter os seguintes objetivos: manutenção das atividades do campo, do funcionamento das fábricas e da entrega dos produtos agropecuários. A ministra destacou, por fim, que o importante é que “a comida chegue às prateleiras".

audio/mpeg 24-04-20 - MOMENTO AGRO - 3M32S - FINALIZADO - M Agro G20.mp3 — 3328 KB

Duração: 3'32"