Vigiagro automatizou operações e aumentou o uso de cães de detecção

Desde abril, nas operações de exportação de carnes começaram a ser usado a integração dos Sistemas de Informações Gerenciais de Importação e Exportação e de Vigilância Agropecuária Internacional (SIGVIG/Vigiagro) previstos no Portal Único do Comércio Exterior. Os ganhos têm sido redução de custos e tempo de liberação das cargas nos portos, aeroportos e fronteiras brasileiros. Cerca de 200 mil exportações já foram efetivadas através da plataforma, que proporciona simplificação e transparência ao processo. Os trâmites de embarque são processados automaticamente pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), com redução no tempo médio de três dias para apenas 15 minutos. Mais recentemente, as exportações de milho e do complexo soja, que exigem certificação fitossanitária emitida pelo ministério, também já estão utilizando a nova plataforma. A opção está disponível desde o dia 5 de novembro. No início do próximo ano, as importações também deverão ser embarcadas na nova plataforma, valendo-se de uma integração com o Siscomex AnuenteWeb. Pela primeira vez, o Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) do Mapa utilizou o trabalho de cães de detecção em aeroportos de grande circulação do país para intensificar o controle da entrada de produtos de origem animal e vegetal. A ação foi destinada, especialmente, para prevenir a entrada do vírus da peste suína africana. O coordenador geral do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), Fernando Mendes, disse o Ministério Público do Distrito Federal, vai doar 10 cães para serem treinados e destinados a atuar nos aeroportos do país. As próximas unidades Vigiagro que contarão com esse reforço na fiscalização são o Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo; do Galeão, no Rio de Janeiro e o terminal Júlio Cesar Ribeiro, em Belém do Pará. Para atender esses locais o treinamento de três novos cães está previsto para breve.

audio/mpeg 24-12-18 - MOMENTO AGRO - 3M07S - FINALIZADO - Retro Febre Aftosa.mp3 — 5872 KB

Duração: 3'07"