Incra e Caixa firmam parceria para oferta de serviços bancários a beneficiários da reforma agrária

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou que a parceria deve integrar a concessão de títulos agrários ao acesso a crédito para os agricultores

audio/mpeg Acordo Caixa e Incra.mp3 — 3163 KB

Duração: 3m28s




Transcrição

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Caixa Econômica Federal firmaram nesta segunda-feira (22) um protocolo de intenções com o intuito de viabilizar ações para o atendimento a produtores rurais beneficiários do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA) e da regularização fundiária.  

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, participou da assinatura do protocolo, e ressaltou que a parceria pode ser o pontapé para integrar a concessão de títulos agrários e acesso a crédito para esses agricultores.

Assinado pelos presidentes do Incra, Geraldo Melo Filho, e da Caixa, Pedro Guimarães, o protocolo prevê a oferta de serviços e produtos bancários, bem como soluções de crédito e de educação financeira ao público atendido pelo instituto. O objetivo é promover o desenvolvimento sustentável dos assentamentos e dos imóveis rurais regularizados.

O presidente do Incra, Geraldo Melo, destacou que com a parceria, os produtores rurais vindos de assentamentos e que receberam títulos agrários terão acesso a linhas de crédito mais vantajosas.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, o protocolo formalizado está alinhado com a estratégia de atuação do banco.

O secretário especial de Assuntos Fundiários do Mapa, Nabhan Garcia, reforçou a importância de investir-se na agricultura familiar.

A cooperação tem validade de dois anos, podendo ser renovada e/ou alterada por meio de termo aditivo, e não implica compromissos financeiros entre o Incra e a Caixa. Para a concretização das ações previstas no protocolo, serão firmados instrumentos específicos nos quais deverão constar os planos de trabalho, as responsabilidades das partes, prazos e demais requisitos obrigatórios à formalização dos acordos.