Agrovilas no Maranhão recebem antenas para conexão via satélite

A ministra Tereza Cristina participou da cerimônia e destacou a importância da conectividade para o desenvolvimento do campo

audio/mpeg Antenas Agrovilas.mp3 — 3216 KB

Duração: 3m25s




Transcrição

Sete agrovilas quilombolas do município de Alcântara (MA) são os primeiros assentamentos conectados pela ação de ampliação da conectividade rural do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Os pontos de internet banda larga no modelo satélite foram inaugurados nesta quarta-feira (26) pela equipe da Pasta e representantes dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTIC) e Educação.

A ministra Tereza Cristina participou da cerimônia em link ao vivo e destacou a importância da conectividade aliada à assistência técnica e extensão rural.

Além de gerar maior produtividade e geração de renda no campo, a conectividade em áreas estritamente rurais permitirá difusão do conhecimento a partir da prestação de assistência técnica e capacitação online. A chamada Ater 5.0 é uma alternativa complementar à assistência técnica e extensão rural convencional, a qual permite que os agricultores recebam orientações técnicas rotineiras e emergenciais de forma online. Essa modalidade educacional registra significativo crescimento no país e caracteriza-se como oportunidade, também, de manter o jovem no campo ao proporcionar ensino de qualidade.

O ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes disse que a tecnologia vai ajudar no desenvolvimento das agrovilas.

Já ministro da Educação, Milton Ribeiro ressaltou os investimentos feitos em tecnologia pelo governo para o avanço do país.

O líder comunitário da Agrovila Cajueiro, professor Luiz Diniz celebrou a chegada da internet na comunidade e falou da importância da ferramenta na educação de jovens.

A ação é realizada pelo Mapa em articulação com o MCTI, Ministérios das Comunicações, Saúde e Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (ANATER).