Plano Safra 2021/2022 terá R$ 251,2 bilhões em crédito rural

O lançamento do Plano Safra 2021/2022, aconteceu nesta terça-feira (22) em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

audio/mpeg Plano Safra 2021-2022.mp3 — 3373 KB

Duração: 3m35s




Transcrição

R$ 251,22 bilhões. Esse é o valor liberado pelo governo federal para apoiar a produção agropecuária nacional. O lançamento do Plano Safra 2021/2022, aconteceu  nesta terça-feira (22) em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina. 

O valor teve um aumento de R$ 14,9 bilhões (6,3%) em relação ao Plano anterior. O Tesouro Nacional destinou R$ 13 bilhões para a equalização de juros.  

Os financiamentos poderão ser contratados de 1º de julho de 2021 a 30 de junho de 2022.

Do total, R$ 177,78 bilhões serão destinados ao custeio e comercialização e R$ 73,4 bilhões serão para investimentos. Os recursos destinados a investimentos tiveram aumento de 29%. 

A ministra destacou que essa edição do Plano garante a manutenção do agro como o setor mais dinâmico da economia com destaque para a agricultura familiar.

Para o próximo ciclo, o Plano Safra ficará ainda mais verde, com o fortalecimento do Programa ABC, do Inovagro e do Proirriga, abrangendo o financiamento à produção de bioinsumos, de energia renovável e à adoção de práticas conservacionistas de uso, manejo e proteção dos recursos naturais e agricultura irrigada. 

O presidente Bolsonaro ressaltou o papel da agricultura brasileira que alimenta mais de um bilhão de pessoas no mundo.

Entre as novidades do Plano Safra deste ano está o fortalecimento do Pronaf Bioeconomia, com a inclusão de financiamento para Sistemas Agroflorestais, construção de unidades de produção de bioinsumos e biofertilizantes e projetos de turismo rural que agreguem valor a produtos e serviços da sociobiodiversidade.